Escreva para pesquisar

Volta às aulas: PMEs online faturam R$ 1,4 milhão no período

volta às aulasA procura por produtos relacionados à papelaria com volta às aulas movimentou o varejo online: os pequenos e médios lojistas virtuais faturaram R$ 1,4 milhão nesse início de ano, apresentando um crescimento de 8% ante o mesmo período de 2023. A quantidade total de itens vendidos alcançou 19,5 mil e os mais procurados foram: planners, agendas, calendários e cadernos. É o que aponta levantamento realizado pela Nuvemshop, plataforma para criação de lojas virtuais que é líder na América Latina.

De acordo com Priscilla Ferraz, gerente de vendas na Nuvemshop, apesar de o início do ano não ser tão movimentado para o varejo devido às festas de final de ano e pagamentos programados para janeiro, como IPTU e IPVA, o segmento de papelaria tem sempre bons resultados.

“A maioria das escolas volta às aulas entre a segunda quinzena de janeiro e começo de fevereiro, portanto os preços competitivos do varejo online e a praticidade de comprar sem sair de casa atrai cada vez mais alunos e familiares”, comenta.

O ticket médio por compra foi de R$ 230 e o meio de pagamento mais utilizado foi o cartão de crédito (45%), seguido pelo Pix (42,5%). Dentre as redes sociais, o Instagram foi a alternativa que mais converteu vendas para o e-commerce de papelarias (95%), acompanhado pelo Facebook (2,5%) e Youtube (1,5%).

Cidades mais aquecidas no período de volta às aulas

Essa movimentação antes da volta às aulas foi percebido pela Marcela Moura, dona da Papelaria Concurseiros, loja online de Bragança Paulista, interior de São Paulo.

“Nas primeiras duas semanas de janeiro, tivemos um aumento de 58% nas vendas e um crescimento exponencial na conversão de carrinho em vendas, de mais de 300%, em comparação com o mesmo período no ano passado. Percebemos que os consumidores estão diversificando as compras: muitos garantem o básico das listas de materiais em lojas físicas e buscam a nossa loja online para comprar itens de desejo de papelaria e produtos diferenciados que oferecemos aqui. Apostamos muito na divulgação em redes sociais para mostrar os produtos e lançamentos e criar desejo no público”, comenta Marcela.

O ranking dos estados com maior faturamento das papelarias é liderado por São Paulo (R$ 514 mil), seguido por Santa Catarina (R$ 378 mil) e Rio de Janeiro (R$ 117 mil), que finaliza o top 3. Minas Gerais (R$ 110,5 mil) e Espírito Santo (R$ 65 mil) completam a sequência.

Para a realização deste levantamento, foram analisadas as vendas das pequenas e médias lojas de papelaria online brasileiras entre 1º e 14 de janeiro de 2023 e 2024.

Foto: iStock

Leia também

Como as PMEs podem ajustar margem de lucro para 2024?

Tags

Send this to a friend