Escreva para pesquisar

Marketplaces: conheça os principais tipos para o seu negócio

Os marketplaces são um shoppings virtuais que disponibilizam o espaço para diversos lojistas venderem dentro do mesmo site.

Esse ambiente online reúne diversas marcas, produtos e serviços que são disponibilizados à milhões de consumidores. Atualmente, existem diversos tipos de marketplace disponíveis.

Alguns são responsáveis apenas pela divulgação dos produtos e pela integração do site com gateways de pagamento. Já outros, abrem espaço para outras empresas divulgarem em sua loja. No entanto, a responsabilidade de logística e de soluções para problemas com os clientes são deveres dos lojistas.

Segundo a Associação Brasileira Online to Offline (ABO2O), entidade que reúne mais de 140 plataformas digitais, 85% dos brasileiros que possuem um smartphone, compram de forma online e 80% das vendas no ambiente virtual são realizadas por meio de marketplaces.

“Estar online representa a possibilidade de conquistar novos clientes pelo Brasil, diminuir os custos de operações, além da grande visibilidade que a marca terá”, comenta o presidente da ABO2O, Vitor Magnani.

“Os marketplaces possuem um baixo custo de entrada para o microempresário. Na maioria das plataformas digitais não há custo para se cadastrar e usar a tecnologia. Já outras, cobram uma mensalidade de baixo valor. O custo maior se dá quando é realizada uma venda. Nesse caso, é cobrada uma taxa sobre o valor de venda”, complementa.

Tipos de marketplaces

Diante do desafio para escolher o melhor marketplace, a ABO2O elencou os principais tipos de shopping virtual e qual o modelo mais apropriado para o seu negócio. Acompanhe!

Produtos físicos

São os mais comuns, voltados para vendas de diversos tipos de produtos, como roupas, calçados, livros, eletrônicos, móveis e uma infinidade de mercadorias.

Serviço

Nesse modelo de negócio, pessoas físicas ou jurídicas se cadastram para oferecer seus serviços e, em troca, pagam uma comissão para a marca. Podemos citar como exemplos os aplicativos de mobilidade urbana que conectam motoristas e passageiro.

Aluguel

O Airbnb é o principal exemplo deste segmento. Se antes quem queria viajar só tinha a opção de alugar quartos em hotéis e hostels, os marketplaces de aluguel mudaram essa realidade.

Agendamento

Atendem a um público específico. São mais voltados para profissionais que buscam uma ferramenta simples e prática para seus pacientes agendarem uma consulta, por exemplo.

Anúncio

São marketplaces especializados apenas em fazer a divulgação do produto. O usuário faz um cadastro e coloca informações no site para os interessados entrar em contato. Os exemplos mais conhecidos são o Google Shopping, OLX e BuscaPé.

Foto: iStock30

Leia também

E-commerce: 6 etapas para converter em poucos cliques

Tags